Radicada em Nova York desde 1997, se apresenta regulamente como solista nos Estados Unidos, Brasil, Japão e Portugal. Recentemente completou seu primeiro show solo Ta no Pé, dirigido por Susana Ribeiro, que estreiou em agosto de 2000 no Teatro Paiol (Curitiba, Brasil), continuando a turnê por São Paulo, Rio de Janeiro e Florianópolis sempre com casas lotadas. Em 2001,
Tá no Pé obteve a melhor bilheteria entre 100 peças da Mostra Paralela do Festival de Teatro de Curitiba - o Fringe.

Em Nova York, Cintia se apresentou no
"New York City Tap Festival" (Duke Theatre), "Lincoln Center Out-of-doors" (Lincoln Center), "The Elegance and The Comedy of Tap" (Town Hall), apresentado por Bill Irwin, "Vaudeville 2000" (La Mamma etc) e "Tap Fusion "(Context Studios). Seus trabalhos tambem foram selecionados para as renomadas séries "Fresh Tracks" (The Flea Theatre), produzido pelo Dance Theatre Workshop, "Avant-Garde -Arama" (Performance Space 122), "Movement Ressearch at the Judson Church", "Crossing Boundaries" (Dixon Place) e "17th Annual Downtown Dance Festival" (BatteryPark).

Além do trabalho como solista e coreógrafa, Cintia faz parte da Barbara Duffy Tap Company, foi dançarina principal da Peggy Spina Tap Company e do Tap Collective. Dançou com a Orquestra Americana de Sapateado (direção de Brenda Buffalino) no "Gertrudes’s Nose Tap Opera " e Manhattan Tap (direção de Heather Cornell) no infantil
"Magic Hat".

Cintia foi uma das fundadoras da escola e companhia curitibana de sapateado "A Cooperativa da Dança". A companhia se apresentou em várias cidades do Brasil e ganhou três vezes consecutivas o primeiro lugar no Festival de Dança de Joinville em 1993, 1994 e 1995.

Cintia lecionou workshops em Tóquio e Kanasawa (Japão); Curitiba;
Rio de Janeiro; São Paulo; Florianópolis e, atualmente, faz parte do corpo de professores das renomada escolas de dança Steps on Broadway, Broadway Dance Center e Peridance em Nova York, além de ser professora regular do conceituado "Tap Dance for Young People in NY".

A artista também pode ser vista nos documentários sobre sapateado "Women in Tap" e "What is Tap" para a rede de TV italiana RAI.
Nos dois, foi reconhecida como uns dos talentos promissores do sapateado mundial.